[Resenha/Filme] Cidade dos sonhos

zxasxTítulo original: Mulholland Dr.

Ano: 2001

Diretor: David Lynch

Tempo de filme: 147 min.

Não sou de assistir filmes que não estão no mainstream. Vejo um ou outro quando me indicam, ou quando acabo vendo um trailer por aí sem querer, ou acabo ficando curioso olhando o IMDB. E faz tempo que esse bendito site me indica esse filme: Cidade dos Sonhos (Mulholland Dr.).

Bom, não faria mal eu assistir, né? Então arranjei o filme e coloquei para rodar. E foi uma bela viagem.

Cidade dos Sonhos é um filme longo, de quase duas horas e meia de duração, com um clima de mistério e suspense, tudo coroado por uma boa dose de surrealismo e coisas estranhas. A começar pela introdução, algo completamente fora do padrão, onde várias pessoas dançavam, aos pares, a uma música que até agora não compreendi a ligação com o filme.

Pesquisando um pouco sobre David Lynch, será fácil ver que o cinema praticado por ele tem muito de surrealismo. É como se fosse o Dali do cinema (apesar deste já ter dirigido alguns filmes, bem quando o cinema ainda engatinhava), então eu sabia que o filme não seria de fácil digestão e nem seria entregue com todos os seus detalhes mastigados ao final.

Lynch constrói o filme com vários núcleos diferentes que vão se juntando conforme o longa vai correndo pela tela. Mas nada tem uma ligação óbvia, as situações podem parecer o que não são. Enfim, é como se houvesse um véu na frente da câmera (simbolicamente, a imagem do filme é claríssima), e as sombras por trás fossem completamente deixadas à interpretação do espectador.

Um filme desse tipo poderia ser claramente delegado ao rol dos “filmes chatos porque não entendi nada e larguei na metade”, mas isso não ocorre. Apesar dos vários núcleos narrativos, a trama principal gira em torno de Rita (Laura Harring), que sofreu um acidente logo no início do filme e, desde então, não tem lembranças de absolutamente nada. Ela contará com a ajuda de Betty (Naomi Watts), uma aspirante a atriz em Hollywood) para descobrir o que aconteceu na fatídica noite do acidente na Estrada Mulholland (Mulholland Drive, daí o nome original do filme [sou um gênio, fala sério]).

Naomi Watts e Laura Harring

Naomi Watts e Laura Harring

E todo esse mistério é filmado de modo bastante claustrofóbico. Pode haver alguns clichês de câmera do gênero de suspense, mas o fato é que é fácil se sentir desconfortável pelo cenário que vai se desvendando devagar, com o personagem andando lentamente, e tudo isso juntamente com uma trilha sonora também pesada. Só isso é suficiente para manter o espectador assistindo o filme até o final, porque a curiosidade será cada vez mais aguçada (e as respostas vêm de forma cada vez mais subjetivas, principalmente na meia hora final do filme).

Cidade dos Sonhos, no final das contas, não é um filme para qualquer um. Quem espera a trama mastigada ao final poderá se decepcionar bastante, mas toda a viagem piradona, os efeitos de filmagem utilizados por Lynch e também a boa atuação (especialmente de Laura Harring) conseguem fazer tudo valer a pena, mesmo que o final desaponte.

Para mim, o final não desapontou. É daqueles filmes que as teorias vão brotando na mente e que requerem uma segunda assistida, para procurar os detalhes escondidos, as minúcias que podem indicar alguma resposta mais reveladora. Depois disso, é só arranjar um amigo para conversar sobre e discutir as inúmeras teorias do fatídico acidente na Mulholland Dr.

Mulholland-Drive-podcast-review

Nota: 4 estrelas (em um total de 5)

Advertisements

About Neto

Formado em História em 2011 pela UNESP Franca.

Posted on December 19, 2012, in Resenhas and tagged , , , , . Bookmark the permalink. 2 Comments.

  1. pra quem não assisti filmes “mainstream”, essa resenha ta muito merda, literalmente merda, alguém que só assiste filmes do gênero que tu não gosta, faria uma resenha melhor de um filme tão bem elaborada. tu não disse nada demais do que eu vi, e eu fiquei confuso com o filme, mas nada foi esclarecedor nesse teu texto. se tu quiser aparentar ser mais intelectual, fala mais sobre as cenas, sobre algum enquadramento, sobre os atores e sobre as atuações deles. só sobre o diretor eu acho como que ele faz filmes no google, como tu mesmo disse.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: